Viva o velho

    Epá, ganda filmaço! :) Este Bond é uma delícia! Impossível resistir. Desde pequena que gosto dos filmes do 007, uns mais que outros, apesar de se lhes poder apontar uma série de, vá lá, falhas de carácter…   Mas, enfim, nem tudo é perfeito, o que não falta aí são coisas para não … Continuar a ler

Como sobreviver ao Dia das Bruxas

Olá! Antes que me cuspam já em cima deixem-me dizer-vos que acho um disparate esta ideia de importarmos tudo o que é tradição alheia, que não nos diz nada, e desprezarmos completamente uma série de costumes da nossa cultura, ainda que numa misturada meio pagã, meio religiosa, e que, mesmo que nem pensemos nisso, estão … Continuar a ler

Dois p’ra lá, dois p’ra cá

  Ena, antes de mais, deixem-me já dizer-vos que é a primeira vez que insiro um slideshow. As fotos estão aqui em baixo, vejam lá se funciona, carregando na setinha (cursor sobre a imagem aí de baixo, sff):     Deu? :D Bem, as imagens referem-se ao filme “Une semaine sur deux (et la moitié … Continuar a ler

Pornografia, prazer e publicidade – os 3 “P” para “EQUÍVOCO”

Bem, nem sei por onde começar e não quero que isto se torne um post que vos faça desistir pelo cansaço… O Malomil iniciou há pouco uma série de posts com o título PPP – Publicidade Pimba e Parva e já ia no número 11 da última vez que espreitei, aliás com um vídeo bastante … Continuar a ler

Confirma-se!

O filme de que falámos ali é bom. É um filme que não mente, não omite e não tem meias palavras. Gostei muito. Aquilo de que ninguém nos fala ou, se fala, não parecemos disponíveis para escutar. Antes, durante e depois do parto. O respeito pela individualidade. Enquanto mulher, parturiente, mãe. E na relação com … Continuar a ler

A melhor coisa do mundo?

  Parece que vem lá um filme que é a cara do 30 e Picos!! (Não posso assegurar porque ainda não vi!) E talvez não venha sozinho, que a Festa do Cinema Francês acena com um bom cartaz, um pouco por todo o país, ou, bom, por Lisboa, Almada, Faro, Porto, Coimbra e Guimarães (e … Continuar a ler

Há esperança

Antes de mais, e mais uma vez, ocorre-me perguntar “que se passa com a promoção dos filmes” em Portugal (nos EUA já nem quero saber)?! Eu não sei bem qual será a lógica da coisa… talvez um cartaz com Meryl Streep + Tommy Lee Jones + Steve Carell baste para levar vários públicos às salas. … Continuar a ler

17 Miúdas

Olá, olá! O Verão está aí a terminar e enquanto preparamos umas coisas (novidades na calha) temos aqui umas sugestões a fazer. Do que anda (ou andou recentemente) por aí no cinema, do que já foi visto (há uns fortes candidatos por ver) há uns filmes simpáticos que merecem ocupar um pouco do nosso tempo. … Continuar a ler

Mulheres velhas*, objectificação** e outros assuntos.

  De volta às questões da misrepresentation, da objectificação das mulheres. É impressionante o quanto ela está enraizada na nossa cultura, nos nossos valores e na concepção que fazemos de nós próprias, dos nossos relacionamentos, do prazer, do dever e dos direitos… Até nas formas mais dissimuladas e aparentemente contraditórias.     Vem aí mais … Continuar a ler

Do Primeiro Amor ao Amor Próprio, a dura aprendizagem da auto-preservação.

Un Amour de Jeunesse é um filme tão belo!.. Vi-o ontem e quanto mais o recordo, mais gosto. É um filme sereno onde, pelo argumento, facilmente se poderia cair no melodrama mas, ao invés, se vão dando pinceladas numa tela maior. O filme é muito bonito, esteticamente. Mas não cai no absurdo da estética pela estética. … Continuar a ler