Antropólogos, sociólogos e historiadores de todo o mundo, uni-vos.

Hoje de manhã deparei-me com um novo vídeo da Willow Smith, filha do Will Smith (actor), de que gostei a vários níveis, sendo que aquele que mais me surpreendeu, não obstante já ter lido umas coisas sobre a miúda e algumas particularidades suas, foi a independência, ou, se quisermos, a liberdade (aparente), relativamente às estéticas … Continuar a ler

Girl Power – talvez não seja bem o que estão a pensar.

  A conversa é recorrente. Desta vez começou quando eu postei, há bocado, no FB: “E tal”, “que dá”, “dá pois”, “então não dá” (um poder do caraças, a depilação)? Se me conhecem ou acompanham há mais de dois dias, sabem que já mencionei isto n vezes (aqui, no FB, noutros blogues, há anos. É um suplício.) … Continuar a ler

Ter 40 anos, uma série – Capítulo 1: música chata e a estética intelectualizável.

Talvez ainda falemos de sapatos (no vídeo acima, Bill Murray canta Bob Dylan, nos créditos finais do filme St. Vincent; hélas, St. Vincent!) Isto de ter feito 40 anos em Março e ainda não ter explorado o assunto é quase imperdoável, mas o que é facto é que a minha vida deu tantas voltas e … Continuar a ler

FQA – I shall say this only once

“I shall say this only once” porque se tivesse disponibilidade para isto, escrevia mais no blog. Não me levem a mal. O post da Beyoncé, originou uma série de reacções, entre as quais uma série de perguntas e questões deixadas no ar. Algumas aqui, outras na página do FB do 30 e Picos, outras na … Continuar a ler

From PORN to POP CORN – Beyoncé, lindinha.

Bem, vamos por partes. Isto é um daqueles posts complicados. (Mais um que exigiu uma graaaande trabalho de pesquisa, pelo que peço a Vossa atenção para as imagens. ;) ) Tenham paciência e deixem-se guiar, nomeadamente, pelos links que vos deixo (à excepção ali do primeiro, atrás, que era meramente ilustrativo). É que isto não … Continuar a ler

Construção

Olá. Continuo a sentir-me idiota cada vez que tiro os pelos, mas obviamente tiro-os. Não quero ser a porta-estandarte do desfile de um.

A tristeza e a gravidade

(Post com delay (atraso!*) de cerca de 18 dias, mais coisa, menos coisa) Longe do elogio da tristeza de bloggers e poetas bucólicos/ românticos. Da apologia da tristeza, da melancolia. É tudo muito bonito, excepto quando provoca sofrimento e se insiste nessa espiral centrípeta. Lembro-me de quando, há uns anos atrás (tudo agora parece tão … Continuar a ler

O que usar em 2013

E pronto, começa um novo ano. Não houve, como seria de esperar, tempo para vir aqui fazer listas de prendas, tops-ten ou sequer tops-five. Nem tempo para falar de tantas outras coisas muito mais importantes ou que pelo menos para mim fazem muito mais sentido. No entanto, tentando ser fiel à época, vou deixar alinhavadas … Continuar a ler

A Menina da Capa

(Por favor vejam este post até ao fim porque o mais importante está lá mais em baixo. A sério. Por favor.) Hoje dei com esta fotografia no Facebook e não pude deixar de reparar nela. Acho-a incrivelmente bela e, independentemente disso, extremamente rara. Para capa de revista. Trata-se de uma fotografia da autoria de André … Continuar a ler

Quem é, quem é?

Quem é o menino aqui da foto, quem é? :)