Quantos mitos conseguimos combater, de cada vez?

Isto nem é um post, que eu ando sem disponibilidade para isso. :) Dei de caras com esta fotografia da Gwyneth Paltrow no meio de uma enchente de artigos sobre o seu divórcio, depois de já ter articulado que, em todas as fotografias que via da mulher, me parecia que ela tinha sempre 20 anos. … Continuar a ler

This is 80 – As mulheres e o sexo. Aos 30, 40, 50, 60 e 70.

Sem mais, e celebrando os fabulosos 80 anos da Gloria Steinem, aqui vos deixo o excelente artigo do The Guardian e as magníficas respostas. Mais destes, por favor. Há vida para lá da puberdade. E muita, pelos vistos. ;) “Libidos, vibrators and men, oh my! This is what your ageing sex drive looks like Gloria Steinem’s 80th birthday declaration: … Continuar a ler

Lost in Living – emissão gratuita, hoje, Dia Internacional da Mulher

E aqui vos deixo, sem mais demoras (e um bocadinho mais cedo), o Lost in Living, filme de Mary Trunk. “Atrás da cortina doméstica da maternidade, onde o impulso criativo pode florescer ou definhar, estão 4 mulheres determinadas a tentar e conseguir. Filmado durante sete anos, Lost In Living mostra o conflito na coexistência de … Continuar a ler

Lost in Living, o filme, aqui.

Para os que me acompanham há já algum tempo, aqui ou noutros blogues, o Lost in Living não é novidade. Eis que surge, finalmente, a possibilidade de o ver, aqui, no sábado, dia 8 de Março, a partir das 0 horas (meia-noite)* ou, talvez, um pouco mais cedo. No Dia Internacional da Mulher, o 30 e … Continuar a ler

FQA – I shall say this only once

“I shall say this only once” porque se tivesse disponibilidade para isto, escrevia mais no blog. Não me levem a mal. O post da Beyoncé, originou uma série de reacções, entre as quais uma série de perguntas e questões deixadas no ar. Algumas aqui, outras na página do FB do 30 e Picos, outras na … Continuar a ler

O que usar em 2013

E pronto, começa um novo ano. Não houve, como seria de esperar, tempo para vir aqui fazer listas de prendas, tops-ten ou sequer tops-five. Nem tempo para falar de tantas outras coisas muito mais importantes ou que pelo menos para mim fazem muito mais sentido. No entanto, tentando ser fiel à época, vou deixar alinhavadas … Continuar a ler

Em jeito de balanço

E em jeito de balanço, porque não sei se teremos tempo para isso por cá (ando rodeada de filhas por todos os lados), partilhamos convosco uma notícia de que soubemos há pouco. A querida e estimada Lena Dunham foi eleita pela Time a pessoa mais cool de 2012 (e Obama a personalidade do ano). :) … Continuar a ler

Confirma-se!

O filme de que falámos ali é bom. É um filme que não mente, não omite e não tem meias palavras. Gostei muito. Aquilo de que ninguém nos fala ou, se fala, não parecemos disponíveis para escutar. Antes, durante e depois do parto. O respeito pela individualidade. Enquanto mulher, parturiente, mãe. E na relação com … Continuar a ler

Do Primeiro Amor ao Amor Próprio, a dura aprendizagem da auto-preservação.

Un Amour de Jeunesse é um filme tão belo!.. Vi-o ontem e quanto mais o recordo, mais gosto. É um filme sereno onde, pelo argumento, facilmente se poderia cair no melodrama mas, ao invés, se vão dando pinceladas numa tela maior. O filme é muito bonito, esteticamente. Mas não cai no absurdo da estética pela estética. … Continuar a ler

Lição de vida

(Já viram todos mas tenho que pôr aqui…) “Autobiography in Five Short Chapters Chapter One I walk down the street. There is a deep hole in the sidewalk. I fall in. I am lost …. I am helpless. It isn’t my fault. It takes forever to find a way out. Chapter Two I walk down … Continuar a ler